segunda-feira, março 09, 2009

dia primeiro

Encontro de seus lábios com minha vontade
Como desejo e me arrebento
Não rebato. Sou de pouca dor.
E esse sorriso de outras lembranças me enche de novo.
O olhar distante quer lhe roubar
E quero pra mim.
Como é prazer ser assaltante,
Vivenciar esse perigo no mar.
Imagem distorcida e uma mão em meu rosto.
Não apego, e não apago.
Viro fogo e saio d´agua.
Sinto cada desejo e movimento.
Mova-me com suas mãos e me reconstrói
Da maneira mais linda que já fui,
E se for para me expressar,
Que seja sempre, e para você.

Um comentário:

Jordana disse...

Gosto dessa, adorei o finalzinho...