quarta-feira, junho 25, 2008

Dia primeiro

Em janeiro de 1922, os Batutas estréiam
No cabaré Sheherazade de Paris.
Com China e toda rapaziada.
Nesse ritmo do bom, em clima de rapé.
Escute aqui, Leonor
Os sussurros que eu lhe dei,
Que aos teus ouvidos,
Querem dominar,
Desculpe pela impureza, pela crueldade,
E toda ousadia.
Escute aqui, Leonor
Seu sorriso, de mulher formosa
Esse seu jeito todo dengosa
Traga para aqui um pouco do seu beijo.
Perdão, Leonor, se manchei seus lábios.
Perdão, Leonor, para um desaforado.
Se vou ser preso por te roubar, se plagiei por querer
Eu quero mesmo é ficar com você.

Ele


ele vem lá do japão
vive no meu john lennon
me aburrece por vezes
tem cheiro bom
pele macia
e encanto de saudade
vive lá pelo cerrado
mas que tanto faz
meu amor, nosso amor
com São Paulo ou Roraima.
onde for,
Sinto cada pedaço
e deito meu rosto
naquele poço
naquele colo
só pra encostar
e sonhar
sinto na verdade, muita saudade
e não gosto nem um pouco de rimar
principalmente com algo
que termine em ar
mas pra te falar
é o mar aqui dentro
é yemanjá
que goteja junto ao meu peito,
sangra,
e me leva embora,
onde for mar
onde a glória conquista, onde o peito carrega
onde na marina acalma-se,
e meu barco
atraca-se lentamente