quinta-feira, julho 09, 2009

cinco anos no dia dois

Baixa d´agua,
Ficaria pra sempre
No seu futuro
Como se eu fosse são.
Gostoso experimentar,
Será você?
Sem recado,
E sem vontade de voltar.
Abraça logo um cara
E diga logo para mim
Para me dar assim
Muito além de dentro.
Espero ficar sem você.
É o nosso momento
Você, o mesmo.
O amor nos fez
E me tirou a cara de tanto.
O rio em julho congela,
Corro em copacabana,
E me mostro onde estou.
Você é um encontro para uma letra.
Para sentimento.
Para ser cor.
Enquanto eu não delato
Esse objeto japonês
Há duas vozes
E nenhuma me aproxima de você.

Um comentário:

Anônimo disse...

Para que dizer? Se escrever basta.