quarta-feira, julho 06, 2011

o mar de são paulo
não é assim tão distante

O clarão?
Não.
Branco como cega,
Nega.
Entre, por favor,
Andor.
Adorar porque
Se o mar não tá
para gente.
Urgente!
Trovão nas areias.
Sossego..
A porta principal natal
Está no caminho.
O ninho...
Agora para com esse negócio.
O mar não está para ócio.
Sirene!
O mar está para peixe
Mas deixe o que quiser.
Se não vier,
Não estrague.
E se quiser,
Espalhe!

Nenhum comentário: