sábado, agosto 21, 2010

costume

Sexta-Feira pára a arte e
Um puxar fraco se sente.
Sinto os lábios,
E desejo cada pedaço.
Um frio seco me separa a
Todas sensações que passeiam pelo interior do seu corpo,
Que vão e chegam
Mas que amanhã de manhã,
Expliquem seu caminho acostumado.

Nenhum comentário: