terça-feira, setembro 22, 2009

um pouco de sol

Pede com sotaque de piedade
Um pouco de valor.
Já conhece um pouco do caminho,
Com sabor de vinho tinto.
Cor de abóbora
Estilhaça e não sobra.
Toque. Retoque.
Quebra e compassa.
Pele lisa esticada
Cria a cor que simplesmente cala.
Pouco de vermelho e branco.
Tempero.Toque. Retoque. Toque.
Vermelho por ser cor calor,
era cheiro.
Afaga fato do abraço fátuo.
Boca entrelaçada,
Cor única
De gosto nosso.
Pele Bruta. Abrupta Fome.
Beijo.
Aperto e pele,
Essa é a máxima, disse ela.
No último encontro,
folhas e pétalas

5 comentários:

Nanda disse...

'Vermelho por ser cor calor,
era cheiro.'

vermelho por si, em cor que pulsa e desfolha.

gostei daqui.

solange disse...

5m.34seg.

perde-se talvez com sotaque de piedade.
ladainha cálida.
assim assim conhece o resto do caminho.
exala exatos atos.
requebra e compassa.
recebe e retece.
pele tensionada d´um couro curtido num certo sol camus abóbora no tempo do estio. laçada sosobra toque. toc toc retoque mão retina polpa branca marrom amarelada

intensa boca

tão rosa que veia. tão veia que prenha. tão rosa que presa.
da pele oca agora vinha. e vinha de novo toc toc retoque toque tinindo e mansinho.
entre a laçada úmida e única
gosto sobejo bruto e lânguido

e mesmo e então e assim: na ponta do queixo a fome tensa (tremedeira)
placa e bolso:
pétale et (à) fleur (de peau)


aperto perto. apelo a pele,
essa é a máxima, releu ele (e num arremate de um gole: burbujas)

Marcelo Luiz disse...

Tempero, tempero...
"Cor única
De gosto nosso."

Muito bom!

Murilo disse...

Invejo sua capacidade de angariar fãs

bruna disse...

belas imagens, e cores e gostos.